Curta Taquary chega a sua décima edição celebrando o cinema independente

Festival exibe curtas-metragem de ficção e documentário de todo o Brasil e também de países latinoamericanos

Curta Taquary – Festival Latinoamericano de Curta Metragem comemora esse ano a sua edição de número 10. Desde a primeira, realizada em 2005 em Taquaritinga do Norte, agreste de Pernambuco, o evento vem se firmando como uma da principais janelas de exibição do cinema independente do Brasil, além de também abrir espaço para produções de países da América Latina, como Chile, México, Uruguay e Argentina.

Para o 10º Curta Taquary, se inscreveram mais 150 filmes, sendo 47 selecionados para exibição. As produções selecionadas vem de diversas partes do Brasil e estão divididas em cinco mostras competitivas: Nacional, de filmes brasileiros, Primeiros Passos, com filmes de estreia de realizadores, Dália da Serra, de filmes pernambucanos Olhar Feminino, que traz curtas dirigidos por mulheres e Diversidade, com filmes sobre sexualidade e gênero. Além dessas, mais quatro categorias itinerantes farão parte das exibições: Homenageados, Especial, Infantil e Animação, esta última para comemorar os 100 anos de Animação Brasileira, o que também está presente na identidade identidade visual do Curta Taquary 2017.

Taquary 2017

Tenda armada na Praça Padre Otto Sailler, onde acontecerão as exibições do 10º Curta Taquary. Foto: assessoria do Festival

As sessões irão ocorrer durante todo festival na Praça Padre Otto Sailler à partir das 18h. Para isso, foi montada no centro da Praça, ao lada Igreja Matriz, uma espécie de tenda que remete a lona de circo, uma forma para lá de convidativa para receber o pública. Todas as atividades do Festival são integralmente gratuitas

 

Homenagens

Os homenageados do 10º Curta Taquary são o cineasta pernambucano Lula Gonzaga e cineasta e professor Paraibano Bertran Lira. Gonzaga é um dos primeiros realizadores de pernambucanas a lidar com cinema de animação e Bertrand é considerado um “amigo do festival” Curta Taquary, tendo participado e colaborado em todas as edições.

Lula e Bertrand_homenageados Taquary 2017

Os cineastas Lula Gonzaga (à esquerda) e Bertrand Lira (à direita), homenageados da décima edição do Curta Taquary.

Sobre Lula Gonzaga

Pioneiro no cinema de animação, Lula Gonzaga dirigiu o primeiro curta pernambucano “Vendo/Ouvindo”, em 1972, em parceria com Fernando Spencer e Firmo Neto, compondo o ciclo do Super-8. Dirigiu ainda os clássicos “A Saga da Asa Branca” (1979/35mm) e “Cotidiano” (1980/35mm), ambos produzidos por Flávio Migliaccio. Fez especialização em cinema de animação selecionado pela CAPES/ MEC – Embrafilme para Europa Oriental na Zagreb Film/Croácia e Praga na República Tcheca. Desenvolveu a partir da década de 80 um método pedagógico próprio de desenho animado artesanal, o MÉTODO OCA (Método Oficina de Cinema de Animação), que consiste na montagem de um estúdio itinerante com ferramentas de baixo custo voltada para a profissionalização de jovens de baixa renda. Foi um dos primeiros associados da ABD (Associação Brasileira de Documentaristas) e é idealizador do ANIMACINE – Festival de Animação do Agreste. Por sua contribuição à cultura, em 2016 foi considerado Patrimônio Vivo de Pernambuco.

Sobre Bertrand Lira

Dirigiu diversos documentários de curta, média e longa-metragem em super-8, 16mm e vídeo (“Bom dia Maria de Nazaré”, “O senhor do engenho”, “Crias da Piollin”, “Homens”, “O rebeliado” e “O diário de Márcia”, entre outros), premiados em festivais no Brasil e no exterior, entre eles o JVC Grand Prize do 26º Tokyo Vídeo Festival 2004. Realizou estágios em documentário no Atelier VARAN, em Paris, nos anos de 1982 e 1986. É professor efetivo do curso de Mídias Digitais (Demid) e do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGC) da Universidade Federal da Paraíba e coordenador do Grupo de Estudos em Cinema e Audiovisual (Gecine). Autor dos livros Fotografia na Paraíba: Um inventário através do retrato (1850-1950), Luz e Sombra: significações imaginárias na fotografia do cinema expressionista alemão (2013) e Cinema Noir: A sombra como experiência estética e narrativa.

 

Oficinas

Taquary 2017_oficinas

O Curta Taquary 2017 contará com 10 oficinas de formação, somando mais de 150 vagas. Nessa edição, elas acontecem entre a Escola de Referência Severino Cordeiro de Arruda, Salão Paroquial e Praça Padre Otto Sailler, manhã e tarde, dependendo da carga horária. São elas:

Vídeoclipe Experimental
Facilitadores: Marco Bonachela e Ana Olívia Godoy
Data: 17 a 21/ 9h às 13h

Filmes Curtíssimos
Facilitadores: Leo Leite e Aldo Sales
Data: 17 a 19 / 8h às 12h

Filmes Urgentes – Documentário
Facilitadores: Marcelo Quixaba e Bruno Alves
Data: 18 a 20 / 9h às 12h – 13h às 16h

Interpretação para Cinema e TV
Facilitadoras: Zezita Mattos e Verônica Cavalcanti
Data: 19 a 21 / 14h às 17h

Roteiro para Iniciantes
Facilitador: Bertrand Lira
Data: 19 a 21 / 8h às 12h – 14h às 17h

A África que eu imagino
Facilitadoras: Natália Lopes, Raquel Santana, Janaína Pereira e Ludmila Carvalho
Data: 17 e 18 / 8h às 12h – 14h às 17h

Lanterna Mágica – Fotografia
Facilitador: Saullo Dannylck
Data: 17 e 18 / 8h às 12h – 14h às 17h

Imersão no Cinema de Animação
Facilitadores: Tiago Delácio, Jonattas Tavares – participação de Lula Gonzaga
Datas: 19/04 (das 14h às 17h)
20/04 (das 9h às 12h e das 14h às 17h)
21/04 (das 9h às 12h)

Oficina de Palhaço – É o palhaço que ri primeiro!
Facilitador: Odécio Antônio
Data: 17 a 19 / 8h às 12h – 14h às 17h

Construindo Bonecas em Tecido
Facilitadora: Maria José Arruda
Data: 18 e 19 / 8h às 12h – 14h às 17h

Organização

No vídeo acima, Alexandre Soares, organizador do Curta Taquary, dá as boas vindas para a décima edição do Festival

Idealizador e cordenador do Festival, Alexandre Soares fala sobre a expectativa de celebrar os dez anos do Curta Taquary, hoje um dos mais importantes no circuito audiovisual brasileiro.

“As expectativas são as melhores possíveis! Estamos na décima edição, são mais de dez anos de luta e estamos promovendo dez oficinas de formação que estão acontecendo de forma incrível, direcionada as crianças e adolescentes da nossa cidade, além das exibições em Praça Pública – que isso me dá um grande prazer em fazer, porque a praça é um lugar democrático e a gente tem de fazer isso mesmo: unir as pessoas para trocar ideias sobre cultura, sobre arte!”, pontuou.

Para saber mais detalhes, confira abaixo a programação do Curta Taquary 2017:

Programação completa

SEGUNDA – FEIRA (17/04)

Mostra 100 Anos de Animação no Brasil
Filmes: “Noturno” , “Sushi Man” ,”Animando”, “De janela pro cinema”, “Tyger”, “Guida” e “A lasanha assassina”.
Horário: 14h
Local: Escola Mul. Chefe Leandro (Sítio Jerimum)

Mostra Infantil
Filme: “As Aventuras do Menino Pontilhado”, “A piscina de caíque” e “A menina que colecionava estrelas” e “Lápis sem cor”.
Horário: 18h
Local: Praça Otto Sailler

Mostra 100 Anos de Animação no Brasil
Filme: “Balançando na gangorra” “Amaça que elas gostam”, “Alma em chamas”, “O céu no andar de baixo”, “Ráisossaith”, “Yansan”, “Sambatown”, “Macacos me mordam”, “Mormaço”.
Horário: 18h
Local: Praça Otto Sailler

Sessão Especial
Filmes: “Engenho e vida”, “A moça que dançou com o diabo”, “Galeria F, quando a chuva passa”, Sístole”, “Pedacinho do céu e Bicho de 7 letras”.

TERÇA-FEIRA (18/04)

Mostra 100 Anos de Animação no Brasil
Filme: “O átomo brincalhão”, “Passo”, “Fluxos”, “Tzumbra Tzuma”, “Historietas assombradas”, “X Coração”.
Horário: 8h
Local: Escola Mul. Padre José de Anchieta (Sítio Mateus Vieira)

Mostra 100 Anos de Animação no Brasil
Filme: “Campo branco”, “Até o sol raiá”, “O divino, de repente”, “Dia estrelado” e “Dossiê Rêbordosa”.
Horário: 18h

Mostra Competitiva Olhar Feminino
Filme: “Carolina”, “Esplendidezas” e “Cheiro de melancia”.

Mostra Competitiva Diversidade
Filme: “Um brinde”, Close”, “Cuscuz peitinho” e “Aspirina para dor de cabeça”.

Mostra Internacional – Polo Sul
Filme: “Artista en la”, “Plastilino”, “Doña Ubenza”, “Halahaches secreto Selk’nam”, “Missing”, “The gift”.

QUARTA – FEIRA (19/04)

Mostra 100 Anos de Animação no Brasil
Filmes: “Ontem X Hoje”, “O bicho”, “A quase tragédia de Mané ou o bode que ia dando bode”, Guia prático para mulheres”, “A árvore de dinheiro”, “As scismas do destino”, “O mito do fogo do mato”, “Deixe Diana em paz”, “Lá vem a aeromonga”, “Subto”, “A emparedada da rua nova” e “Dia um”.
Horário: 18h

Mostra Competitiva Primeiros Passos
Filmes: “Pele suja ninha carne”, “Iluminadas”, “Para Aylan”, “A rua das casas surdas”, “Latossolo” e “Deus”.

Mostra Competitiva Nacional
Filmes: “Abissal”, “Regeneração”, “O brado retumbante” e “O projeto do meu pai”.

QUINTA – FEIRA (20/04)

Mostra Homenageados
Filmes: “Diário de Mácia” e “Homens”.

Mostra Competitiva Dália da Serra
Filmes: “O tesouro de Cavendish”, “Almas secas”, “Manancial”, “Imerso” e “Sob o delírio de agosto”.

Mostra Competitiva Nacional – CLASSIFICAÇÃO 14 ANOS
Filmes: “Frequências”, Melancia”, “O ex-mágico”, “O museu das pequenas lembranças” e “Quando os dias eram eternos”.

SEXTA – FEIRA (21/04)

Mostra Competitiva Dália da Serra
Filme: “Documentário W.C.”, “Mãos de barro” e “Filme tirado de uma notícia”.

Mostra Homenageados
Filmes: “A saga da Asa Branca” e “Cotidiano”.

Sessão Especial – 10 anos Curta Taquary
Filme: “Os seres vivos 2”

RESULTADO DAS OFICINAS

CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO

Deixe um Comentário